Você está em: Home, Noticias

Notícias

28
DEZ
Primeiras lavouras de milho começam a ser colhidas no Rio Grande do Sul

Joanna Colussi
Zero Hora

Com 2% das lavouras prontas para colher, a safra de milho gaúcha está praticamente consolidada em termos de rendimento. No fim de semana, as primeiras lavouras começaram a ser colhidas na região noroeste do Estado. Em Novo Machado (foto acima), a família Janke colocou a máquina para funcionar no sábado. A produtividade em uma pequena área ficou próxima de 150 sacas por hectare.

– É um resultado muito bom, considerando o ciclo mais precoce. As variedades a serem colhidas em janeiro deverão ter média ainda superior – espera Anderson Janke, agrônomo e produtor.

A pressa em colher é justificada pelo receio de temporais que prejudiquem as plantas no estágio final e pela safrinha de soja, que será plantada na primeira semana de janeiro. Quem apostou no milho no ano que a área plantada foi a menor da história não tem do que se queixar.

– Mesmo com plantio menor em 2015, poderemos colher um volume superior ao do ano passado – estima Claudio de Jesus, presidente da Associação dos Produtores de Milho do Rio Grande do Sul (Apromilho-RS).

A entidade projeta rendimento médio de 7 mil quilos por hectare, o equivalente a 117 sacas por hectare. Conforme o último boletim da Emater, divulgado na semana passada, o desenvolvimento das espigas e a formação dos grãos indicam possibilidade de altas produtividades nos mais de 780 mil hectares cultivados no Estado. Nos 350 mil hectares destinados à produção de silagem, 9% da área já foi colhida.

A abertura oficial da colheita está marcada para 4 de fevereiro, na propriedade da família Costa Beber, no município de Condor, no noroeste do Estado. Neste ano, o tema do evento será o pós-colheita, com destaque para a secagem e armazenamento dos grãos.

Veja notícias

11
MAR

Brasil vendeu mais soja essa semana

27
FEV

Produção de soja gera renda e melhoria no solo para renovação de canaviais

20
FEV

Milho e soja tem alta na primeira quinzena de fevereiro

19
FEV

Milho: Bolsa brasileira abre a semana com preços em alta