Você está em: Home, Noticias

Notícias

26
NOV
Chuvas podem aumentar a safra de café para o próximo ano

Marina Shimamoto
Investimento e Negócios

Depois de um período com chuvas escassas e problemas no abastecimento de água, os agricultores e consumidores poderão comemorar. A previsão para as próximas semanas em algumas áreas produtoras de café localizadas nas regiões Sul e Sudeste do país deverá ser de chuvas mais fortes, favorecendo ainda mais os cafezais. De acordo com um comunicado da consultoria Safras & Mercado, emitido na semana passada, esse é um sinal importante para a colheita do ano seguinte, indicando que ela poderá ser ainda maior.

A previsão é positiva para grande parte do cinturão cafeeiro. Além do norte do Paraná e sul de Minas e São Paulo, as chuvas deverão chegar no final de semana a uma outra localidade importante para a safra do café, a Zona da Mata de Minas Gerais. O estado mineiro é responsável por colher cerca da metade de toda a safra produzida no Brasil, que já é o maior exportador de café do mundo. Enquanto isso, São Paulo figura como o segundo maior produtor de café arábica do país.

Para as regiões do Vale do Paraíba, o norte do Paraná e o norte de São Paulo, a precipitação deve ser ainda maior, chegando a acumular 100 milímetros.

Números positivos para os negócios

Até o dia 8 de setembro, os produtos brasileiros já tinham conseguido colher cerca de 95% do total que é esperado para a safra do café no país entre 2015 e 2016, chegando a vender até agosto o equivalente a 44% de toda a colheita - que está estimada em 50,4 milhões de sacas de 60 kg, de acordo com a Safras & Mercado.

Já a comercialização do produto chegou a avançar cerca de sete pontos percentuais ao ser comparada com julho, mostrando que o comércio está bastante adiantado se comparado com a média dos últimos cinco anos para esse período, que é de 39%. Com o aumento do dólar, a cotação fez com que cada saca chegasse a ultrapassar R$ 500 para os casos dos melhores produtos durante o mês de agosto. Isso também fez com que o vendedor ficasse mais atraído pelo mercado, e também garantiu uma melhora no fluxo comercial.

Agricultores devem se preparar

Para evitar desperdícios e, principalmente, garantir lucros maiores com o aumento da safra, os agricultores já devem se preparar. Entre as principais ações a serem tomadas, estão a contratação de uma equipe maior para agilizar o processo, assim como equipamentos, e a separação de um local reservado para a armazenagem do produto, como um modelo de galpão adequado. Além de investir na melhor infraestrutura possível, é necessário pensar na economia, já que um alto investimento acabará fazendo com que seja necessário aumentar o preço do café, colocando em risco a sua venda mais fácil ou ainda diminuir a margem de lucro.

Veja notícias

11
MAR

Brasil vendeu mais soja essa semana

27
FEV

Produção de soja gera renda e melhoria no solo para renovação de canaviais

20
FEV

Milho e soja tem alta na primeira quinzena de fevereiro

19
FEV

Milho: Bolsa brasileira abre a semana com preços em alta