Você está em: Home, Noticias

Notícias

09
ABR
Exportação de café bate recorde para o mês de março

Globo Rural

A receita cambial das exportações brasileiras de café registrou em março um incremento de 24,1% em relação ao mesmo mês do ano passado, fechando em US$ 552,295 milhões. O volume embarcado cresceu 9,5% na mesma base comparativa. O balanço das exportações divulgado hoje pelo Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (CeCafé) mostra que as exportações somaram 3.046.656 de sacas (verde, torrado & moído e solúvel), um recorde histórico para o mês de março.

Segundo o CeCafé, no acumulado da safra 2014/2015 – julho do ano passado a março deste ano – as exportações brasileiras de café atingiram 27.675.515 sacas de café, volume 10,5% superior ao registrado em igual período do ciclo anterior. A receita aumentou em 45,8% para US$ 5,391 bilhões. O preço médio no período subiu 31,9% para US$ 194,81/saca.

O levantamento do Cecafé mostra que em relação à qualidade do café a variedade arábica respondeu por 80,6% das vendas do país no primeiro trimestre de 2015, o robusta por 10,6%, o solúvel, por 8,7% das exportações e o torrado & moído por 0,1%. Juntos somaram 8,842 milhões de sacas e representaram um incremento de 4,1% no volume exportado no período em relação aos três primeiros meses 2014. Os cafés diferenciados (arábica e conillon) tiveram participação de 24,3% nas exportações em termos de volume e de 30,8% na receita cambial.

O relatório aponta ainda que, no acumulado de janeiro a março de 2015, a Europa foi o principal mercado importador e responsável pela aquisição de 57% do total de café embarcado pelo Brasil. Já a América do Norte respondeu pela compra de 23% do total de sacas exportadas, a Ásia por 16% e a América do Sul por 3%.

Segundo o balanço das exportações, a lista de países importadores no primeiro trimestre deste ano segue liderada pelos Estados Unidos, que adquiriram 1.723.318 sacas (19% do total exportado). Em seguida se destaca a Alemanha com 1.585.317 sacas (18% do total). A Itália ocupou a terceira colocação e importou 817.471 sacas do produto brasileiro (9%). No quarto está a Bélgica, com 678.736 sacas (8% do total).

Os embarques de café nos três meses de 2015 foram realizados em grande parte pelo porto de Santos, por onde foram escoados 83,7% do produto exportado (7.397.080 sacas), pelos portos do Rio de Janeiro, que embarcaram 8,7% do total (771.159 sacas), e pelo porto de Vitória, de onde saíram 4,9 % do total (435.022 sacas).

Veja notícias

20
FEV

Milho e soja tem alta na primeira quinzena de fevereiro

19
FEV

Milho: Bolsa brasileira abre a semana com preços em alta

05
FEV

Ministra afirma que café será prioridade na agenda do Governo

15
JAN

Qualidade dos cafés brasileiros melhorou, diz pesquisa