Você está em: Home, Noticias

Notícias

10
FEV
Receita com exportação café cresceu 53,3% em janeiro

Globo Rural

As receitas com as exportações brasileiras de café totalizaram US$ 590,641 milhões de dólares em janeiro. O valor é o maior dos últimos quatro anos para o mês e representa um aumento de 53,3% em relação ao mesmo período do ano passado. As informações são do Balanço das Exportações divulgado nesta segunda-feira (9/2) pelo Cecafé (Conselho dos Exportadores de Café do Brasil).

Em relação ao volume, houve um aumento de 6,8%. Foram exportadas 2.969.557 de sacas (verde, torrado & moído e solúvel), contra 2.780.355 em 2014. O diretor-geral do Cecafé, Guilherme Braga, disse que “as exportações de café mantém-se próximas de 3,0 milhões sacas, volume médio observado em 2014, a despeito de já estarmos no período da entressafra.” De acordo com o executivo, nos últimos 12 meses, terminados em janeiro 2015, as exportações alcançam 36,6 milhões de sacas, com uma receita acumulada de US$ 6,8 bilhões, média de US$ 185,70 por saca/equivalente.

Considerando o ano-safra, foram comercializadas 21.793.120 sacas de café entre julho de 2014 e janeiro de 2015, quantidade 12,7% superior à registrada no mesmo período da safra anterior. A receita foi de US$ 4,285 bilhões, 50,8% maior que a apontada na safra 2013/2014.

Variedades e destinos
O levantamento mostra que a variedade arábica respondeu por 81,5% das vendas em janeiro, enquanto o robusta teve uma fatia de 11,6% e o café solúvel foi responsável por 6,9% das exportações. Os cafés diferenciados (arábica e conillon) tiveram participação de 23,5% nas exportações em termos de volume e de 29,7% na receita cambial.

Os principais importadores do café do Brasil em janeiro foram a Europa, com 61%, e a América do Norte, com 19% da compra do total de sacas. Ásia (15%), África (2%) e América do Sul (2%) vêm na sequência.

Segundo o Balanço das Exportações, a lista em janeiro foi liderada pela Alemanha, que adquiriu 560.429 sacas (19% do total exportado), seguida pelos EUA, com 492.627 (17% do total). A Itália ocupou a terceira colocação, importando 282.109 sacas do produto brasileiro (10%). No quarto lugar ficou a Bélgica, com 274.458 sacas (9% do total) e em quinto o Japão, com 215.609 sacas importadas (7% do total).

Os embarques de café no primeiro mês deste ano foram realizados em grande parte pelo porto de Santos, por onde foram escoados 81,1% do produto exportado (2.408.403 sacas), pelos portos do Rio de Janeiro, que embarcaram 10,7% do total (316.610 sacas), e pelo porto de Vitória, de onde saíram 6,3% do total (188.209 sacas).

Veja notícias

11
MAR

Brasil vendeu mais soja essa semana

27
FEV

Produção de soja gera renda e melhoria no solo para renovação de canaviais

20
FEV

Milho e soja tem alta na primeira quinzena de fevereiro

19
FEV

Milho: Bolsa brasileira abre a semana com preços em alta