Você está em: Home, Noticias

Notícias

29
JAN
Dilma sanciona Dia Nacional do Milho

O POVO

A presidente Dilma Rousseff sancionou a lei Nº 13.101, o Dia Nacional do Milho, que passa a ser comemorado no dia 24 de maio.

A nova lei foi publicada na quarta-feira, 28, no Diário Oficial da União. A data foi instituida para "estimular e orientar a cultura do milho, será comemorado anualmente, em todo o território nacional".

Mas não é só o produto agrícola que tem uma dia oficial para ser lembrado, em muito lugares do Brasil existem datas inusitadas, veja algumas:

25 de outubro - Dia do Macarrão
Criado pelo deputado Luiz Carlos Hauly (PSDB-PR), em 2014, a proposta foi sancionada sob justificativa de firmar um "compromisso de responsabilidade das empresas do setor para divulgar amplamente a importância do macarrão na cadeia alimentar”.

16 de outubro - Semana Nacional do Feijão e Arroz
A data foi proposta e instituida para ser comemorada durante a Semana Mundial da Alimentação, na qual "serão desenvolvidas, prioritariamente, por instituições públicas e privadas, ações de conscientização, sob forma de audiências públicas, sobre a importância desses dois produtos na alimentação humana".

03 de novembro - Dia Nacional do Quilo
A causa é nobre, apesar de criticada, a lei foi proposta para arrecadar alimentos e usá-los no combate à fome.

20 de janeiro - Dia do Fusca
Muitos estados brasileiros instituiram a data. No dia, a fabricante do modelo, a Volkswagen, celebra o carro mais vendido no mundo.

27 de agosto - Dia Municipal da Luta de Braço
A lei é da cidade de Belo Horizonte, está em vigor desde 1996. Ela estabelece que a cidade tem o deve estimular atividades sobre o esporte na data. Foi nesta data que surgiu, em 1994, a Confederação Brasileira de Luta de Braço (CBLB). 

Veja notícias

20
FEV

Milho e soja tem alta na primeira quinzena de fevereiro

19
FEV

Milho: Bolsa brasileira abre a semana com preços em alta

05
FEV

Ministra afirma que café será prioridade na agenda do Governo

15
JAN

Qualidade dos cafés brasileiros melhorou, diz pesquisa