Você está em: Home, Noticias

Notícias

02
JAN
Família investe em café artesanal e planeja aumentar vendas

G1

O café artesanal desenvolvido por uma família de Ibitirama, na região Sul do Espírito Santo, está fazendo sucesso da região do Caparaó. Há sete anos investindo no ramo, atualmente a família de Carlos Alberto Lopes e Marinêis Eleotério já possui 80 mil pés de café do tipo arábica. Mesmo com a produção pequena, tocada por quatro pessoas, o objetivo é fazer com que o produto chegue também até a Grande Vitória.

Café artesanal é aquele em que o proprietário envolve-se diretamente em todas as etapas do processo produtivo. Na Fazenda São José, sob a supervisão direta de seus proprietários e administradores, busca-se fazer um café de extrema qualidade e artesanal.

Conhecido popularmente como ‘Alemão Eleotério’, Carlos Alberto resolveu investir na qualidade de sua plantação e comercializar não somente os grãos, mas o café torrado, moído e com embalagem própria.

Com aquisição do maquinário necessário, surgiu o ‘Café Eleotério’, comercializado em seis municípios da região do Caparaó. Com a pequena agroindústria equipada, o segundo passo passou a ser a busca do mercado. “Percebi que o café com mais qualidade tinha melhor preço e tinha pessoas interessadas em comprar”, conta o produtor.

No início, o processo era feito com um torrador manual. Na medida em que ouve aumento na participação do mercado, foi adquirido um torrador elétrico de 15 kg, e depois um outro que comportava uma saca. A família também comprou um moinho para diversificar o negócio e apostou em embalagens personalizadas para vender. ”A minha expectativa é a venda de 4,5 a 5 mil fardos de café neste ano”, enfatiza o empreendedor.

Veja notícias

05
FEV

Ministra afirma que café será prioridade na agenda do Governo

15
JAN

Qualidade dos cafés brasileiros melhorou, diz pesquisa

07
JAN

Soja: cuidados na fase de florescimento podem incrementar colheita em 30%

26
NOV

Safras eleva previsão de produção de soja 18/19 do Brasil a recorde de 122,2 mi t