Você está em: Home, Noticias

Notícias

19
MAI
Café: Governo de Minas faz parceria para ampliar certificação internacional

A Secretaria de Agricultura, Pecuária e Abastecimento de Minas Gerais (Seapa) e a empresa UTZ Certified vão firmar um acordo de cooperação técnica com o objetivo de ampliar as ações de certificação das propriedades cafeeiras do Estado já implantadas com o programa Certifica Minas Café. O acordo, que também prevê o desenvolvimento da promoção do produto certificado, será assinado na segunda-feira (21), às 17 horas, no gabinete da Secretaria, em Belo Horizonte.

A Fundação UTZ Certified, sediada na Holanda, possui um programa de certificação de produção de café que tem por base um rígido código de conduta. Segundo a empresa, o código foi criado à base do “EurepGAP”, desenvolvido pelos varejistas europeus para garantir segurança alimentar e a utilização de práticas apropriadas na produção de frutas e vegetais.

 Além do secretário Elmiro Nascimento, vão assinar o documento o presidente da Emater-MG, Maurilio Soares Guimarães, e o diretor-geral do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA), Altino Rodrigues Neto. Pela UTZ vai assinar o representante da empresa no Brasil, Eduardo Sampaio.

Os produtores já incluídos no processo de certificação do programa Certifica Minas terão maior facilidade para obter também o selo da UTZ. O processo de adequação será facilitado porque as práticas adotadas no programa de Minas são muito semelhantes às do protocolo utilizado pela UTZ.

Na primeira etapa do processo de certificação, as propriedades são integradas às boas práticas de produção por meio das ações desenvolvidas no Certifica Minas pelo IMA e a Emater. Por meio da cooperação técnica, serão agregadas ao programa do Estado as práticas contidas no protocolo adotado pela UTZ. O ajuste deverá possibilitar diferenciais reconhecidos no mercado externo para a obtenção da certificação internacional da propriedade, qualidade e origem do café, após a auditoria definitiva a ser realizada por uma instituição independente.

Este processo mostra a importância da adesão dos cafeicultores ao Certifica Minas, pois as práticas utilizadas no programa podem ser complementadas por outros protocolos de reconhecimento internacional.

A Secretaria e suas vinculadas vão assumir, por meio do acordo técnico, o compromisso de difundir o trabalho da UTZ na parceria para a certificação das propriedades cafeeiras do Estado. Com esse objetivo serão utilizados os meios de comunicação próprios das entidades. A divulgação dos benefícios que o acordo pode gerar para as propriedades mineiras que aderirem à certificação deverá ser feita também nos encontros de produtores e técnicos.

Apoio ao setor

Para o secretário da Agricultura, Elmiro Nascimento, “o acordo entre a Secretaria e a UTZ Certified está no contexto da política do governo estadual para o desenvolvimento da cafeicultura.” Ele acrescenta que o café de Minas responde por 50,2,% da safra nacional e ocupa o segundo lugar na pauta de exportações do Estado, depois do minério de ferro. Uma das ações para fortalecer as vendas externas, além de impulsionar o consumo no mercado interno, é a certificação das propriedades, programa coordenado pela Seapa e executado pelo Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA) e Emater-MG. Em 2011, o programa cresceu 19%, alcançando 1.438 propriedades certificadas, e a meta para 2012 é um crescimento da ordem de 13%.

Fonte: Sec. Agricultura de MG

Veja notícias

20
FEV

Milho e soja tem alta na primeira quinzena de fevereiro

19
FEV

Milho: Bolsa brasileira abre a semana com preços em alta

05
FEV

Ministra afirma que café será prioridade na agenda do Governo

15
JAN

Qualidade dos cafés brasileiros melhorou, diz pesquisa