Você está em: Home, Noticias

Notícias

18
DEZ
Área de soja no País é maior do que 18 Estados brasileiros

R7

O Brasil registrou mais uma safra recorde de soja em 2013, com 81,7 milhões de toneladas colhidas (alta de 24,1% sobre 2012), segundo a Pesquisa da Produção Agrícola Municipal 2013, divulgado nesta terça-feira (16) pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

A área plantada foi de 27,9 milhões de hectares — 2,9 milhões a mais que no ano anterior. Essa área, correspondente a 279 mil km², equivale ao tamanho do Estado do Rio Grande do Sul, que tem 281,7 mil km².

Assim, se fosse um Estado, a área plantada de soja seria o 10º maior Estado brasileiro, com área superior a 18 unidades de Federação, incluindo o Distrito Federal.

Segundo o IBGE, a alta na produção de soja no ano passado é “reflexo dos bons preços praticados no mercado na época de plantio".

Em 2013, o preço da soja variou de US$ 526 por tonelada métrica, em janeiro, para US$ 488 em dezembro — uma queda de 7,3%.

O cenário internacional da soja em 2014, no entanto, está bem diferente, já que a cotação da commodity atingiu US$ 379 em novembro deste ano, segundo dados do site IndexMundi — os números da produção brasileira em 2014 só serão divulgados pelo IBGE no segundo semestre de 2015.

De acordo com a pesquisa do IBGE, a tonelada de soja foi comercializada no ano passado por R$ 843,50, em média, contra R$ 766,39 em 2012. Já o valor de produção alcançou R$ 68,9 bilhões, 36,6% maior que em 2012.

Mato Grosso, o campeão

Com 28,7% da produção nacional, Mato Grosso ficou em primeiro lugar no País, expandindo a área colhida em 13,4% (7.913.687 hectares). Com isso, a produção foi elevada a 23.416.774 toneladas, 7,2% maior que no ano anterior.

O rendimento médio das lavouras foi 5,4% menor em relação a 2012, passando de 3.129 kg/hectare para 2.959 kg/hectare. Segundo o IBGE, essa queda pode ser explicada “pelo atraso das chuvas na época de plantio, excesso de chuva no momento da colheita”.

Além disso, durante a expansão da área, foram utilizadas “terras antes não destinadas para a agricultura, tais como pastagens degradadas”.

Dos 20 principais municípios produtores da commodity, 14 são de Mato Grosso. O município de Sorriso, com safra de 1.926.930 toneladas, numa área de 616.900 hectares, teve rendimento médio de 3.124 kg/ha, 5,5% acima da média do Estado. “O alto nível tecnológico dos produtores contribuiu para a produtividade”, explicou o IBGE.

Milho

A produção de milho também alcançou recorde em 2013. Foram colhidas 80,2 milhões de toneladas, um incremento de 12,9% em relação a 2012. Os maiores crescimentos na produção de milho ocorreram em Mato Grosso, com 20,1 milhões de toneladas (alta de 29%), Rio Grande do Sul, com 5,4 milhões de

toneladas (alta de 71,8%) e Mato Grosso do Sul, com 7,5 milhões de toneladas (alta de 16,9%). Paraná, segundo produtor nacional, produziu 17,3 milhões de toneladas, crescimento de 4,8%.

Soja e milho, juntamente com o arroz, representaram 92,4% da produção agrícola de 2013 e responderam por 86,3% da área colhida.

Em relação ao ano anterior, houve acréscimos de 7,6% na área colhida de milho, 11,7% na de soja e decréscimo de 2,5% na de arroz.

Veja notícias

11
MAR

Brasil vendeu mais soja essa semana

27
FEV

Produção de soja gera renda e melhoria no solo para renovação de canaviais

20
FEV

Milho e soja tem alta na primeira quinzena de fevereiro

19
FEV

Milho: Bolsa brasileira abre a semana com preços em alta