Você está em: Home, Noticias

Notícias

15
DEZ
Receita com exportações de café pelo porto de Santos cresce 62%

Leopoldo Figueiredo
Tribuna Online

A receita cambial obtida com as exportações de café pelo Porto de Santos cresceu 62,1% no último mês, na comparação com o valor obtido em novembro do ano passado. A cifra passou de US$ 301,744 milhões para US$ 489,131 milhões. Em volume, também houve aumento, mas menor, de 15,95%. A quantidade de sacas de 60 quilos embarcadas foi de 2,055 milhões para 2,383 milhões.

Os dados integram o balanço das exportações nacionais de café em novembro, divulgado nesta semana pelo Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé).

De acordo com o levantamento, o índice de crescimento na receita verificado em Santos ainda foi maior do que o nacional. Considerando todos os embarques de café realizados no País em novembro, o valor chegou a US$ 594,594 milhões.

No mesmo mês em 2013, foram US$ 383,405 milhões, o que aponta uma alta de 55,1%, sete pontos percentuais a menos do que o índice santista.

Em relação aos volumes embarcados, a região também saiu na frente. O aumento nacional foi de 11,7%, 4,25 pontos percentuais inferior do que o do complexo marítimo.

Os resultados foram comemorados pelo diretor-geral do Cecafé, Guilherme Braga. “Os dados praticamente confirmam a expectativa de que o ano-calendário se encerre com o recorde de 36 milhões de sacas exportadas pelo Brasil, já que, nos últimos onze meses, as exportações tiveram um salto de 28,665 milhões para 33,056 milhões de sacas, com destaque para os embarques de robusta, que tiveram uma alta de 135%. Isso representa um crescimento de 15,3% no volume exportado, se comparado ao mesmo período em 2013. A receita também ficou dentro do esperado e passou de US$ 4,8 bilhões para US$ 5,92 bilhões de dólares, ou seja, um aumento de US$ 1,126 bilhão (23,5%). No acumulado dos últimos doze meses (de dezembro de 2013 a novembro de 2014), ela fechou em US$ 6,346 bilhões”, declarou o executivo.

Santos também manteve sua liderança entre os embarques de café. Na soma dos volumes exportados nos 11 primeiros meses do ano, os terminais da região responderam por 78,9% das remessas nacionais – 26,07 milhões das 33,05 milhões de sacas de 60 quilos que deixaram o País.

Em segundo lugar no ranking portuário, está o complexo do Rio de Janeiro, com 15% (4,963 milhões de sacas). Em terceiro, ficou Vitória (ES), com 3,2% (1,058 milhão de sacas). Na sequência, estão Salvador (BA), com 0,6% (188 mil), e Paranaguá (PR), com 0,5% (156,52 mil). As exportações pelo modal rodoviário chegaram a 1,9% (612 mil sacas).

Quanto ao destino da carga, a Europa recebeu 55% dos grãos brasileiros de janeiro último até o mês passado. A América do Norte descarregou 25%, a Ásia, 15%, e os demais países da América do Sul, 3%. 

Veja notícias

11
MAR

Brasil vendeu mais soja essa semana

27
FEV

Produção de soja gera renda e melhoria no solo para renovação de canaviais

20
FEV

Milho e soja tem alta na primeira quinzena de fevereiro

19
FEV

Milho: Bolsa brasileira abre a semana com preços em alta