Você está em: Home, Noticias

Notícias

09
SET
Exportações de café registram alta de 21% em oito meses

Diário do Comércio

As exportações mineiras de café, principal produto da balança comercial do agronegócio mineiro, mantiveram o ritmo de crescimento no acumulado entre janeiro e agosto de 2014, segundo os primeiros dados sobre as vendas externas relativos ao mês do Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (Mdic). Somente em volume, os embarques de café tiveram incremento de 21%, quando comparado com os primeiros oito meses de 2013. A demanda aquecida pelo grão se deve à oferta limitada devido ao longo período de estiagem, que prejudicou a produção.

De acordo com o Mdic, foram enviados ao exterior 822,8 mil toneladas de café, frente às 680 mil toneladas embarcadas nos primeiros oito meses do ano anterior, aumento de 21%. Em relação ao faturamento, a expansão foi 23,1%, com as vendas de café somando US$ 2,47 bilhões. Em igual período do ano passado, o montante era de US$ 2 bilhões.

Com a demanda aquecida e a oferta limitada, os preços do café também tiveram alta. Enquanto em 2013 a tonelada do produto era vendida para o exterior a US$ 2,9 mil, a média de preço ficou em US$ 3 mil entre janeiro e agosto de 2014, variação positiva de 3,44%. A tendência é que os preços se mantenham valorizados.

Somente em agosto, foram movimentados US$ 341 milhões com os embarques de café, alta de 41,4% frente aos US$ 241 milhões registrados em igual mês do ano passado. Em relação ao volume, foram destinados ao mercado internacional 100,1 mil toneladas, ante as 94,8 mil toneladas enviadas anteriormente, variação positiva de 5,2%.

Carnes

No grupo das carnes, os embarques de suínos tiveram incremento no faturamento enquanto o volume recuou. Ao todo foram movimentados US$ 94,2 milhões, o que representou um aumento de 17,5% frente aos US$ 80 milhões gerados em igual período do ano anterior. Em relação ao volume, as vendas para o mercado exterior somaram 24,1 mil toneladas, queda de 4% quando comparado com as 25,8 mil toneladas destinadas anteriormente.

No caso da carne bovina, no intervalo entre janeiro e agosto de 2014, foi registrado incremento de 4,2% com movimentação de US$ 248,6 milhões. Em igual período de 2013, as negociações somavam US$ 238 milhões. Ao todo foram exportados 51,4 milhões de toneladas, variação negativa de 3,7%, frente às 53,6 mil toneladas exportadas anteriormente.

Foi observada queda nas negociações de carne de frango com o mercado internacional. Foram movimentados US$ 149 milhões entre janeiro e agosto de 2014, valor 19,02% inferior aos US$ 183,9 milhões registrados em igual período de 2013. Em relação ao volume, a retração foi de 4,3%, com o embarque de 89,2 mil toneladas exportadas.

Soja 

O faturamento gerado com os embarques de soja em grão e farelo somou US$ 686 milhões, queda de 2,66% se comparado com os US$ 705 milhões movimentados no mesmo intervalo do ano anterior. O volume embarcado também aumentou, 3,2%, somando 1,35 milhão de toneladas destinadas ao mercado internacional.

Já as exportações de óleo de soja encerraram os oito primeiros meses de 2014 com faturamento de US$ 20,8 milhões, variação positiva de 42% frente aos US$ 14,6 milhões movimentados em igual intervalo de 2013. O volume destinado ao mercado externo ficou 53% maior, com o embarque de 23,4 mil toneladas.

Veja notícias

05
FEV

Ministra afirma que café será prioridade na agenda do Governo

15
JAN

Qualidade dos cafés brasileiros melhorou, diz pesquisa

07
JAN

Soja: cuidados na fase de florescimento podem incrementar colheita em 30%

26
NOV

Safras eleva previsão de produção de soja 18/19 do Brasil a recorde de 122,2 mi t