Você está em: Home, Noticias

Notícias

21
AGO
Mesmo com safra menor, crescem as exportações de café em 2014

Globo Rural

A colheita do café arábica está chegando ao fim no sul de Minas Gerais. A estiagem comprometeu boa parte da safra, mas em compensação, o preço subiu.

Minas Gerais deve produzir nesta safra quase 22,7 milhões de sacas de café arábica, 17% menos que no ano passado. No sul do estado, principal região produtora, choveu muito pouco desde dezembro até agora.

A queda na produção é vista, principalmente, na hora de secar e beneficiar o café. Na fazenda de Hugo Dominguetti, por exemplo, a média para se chegar a uma saca de 60 quilos era de aproximadamente 550 litros, agora, com um grão menor, mais leve, o produtor tem precisado de, pelo menos, 800 litros para chegar ao mesmo resultado.

A situação se repete em toda região sul de Minas e com menos café no mercado, o preço já é 50% superior ao do ano passado.

Apesar do valor alto, muitos produtores estão preferindo segurar as vendas na esperança de que o valor suba ainda mais. Na Cooperativa de Varginha, apenas metade das sacas colhidas pelos cooperados foi entregue até agora, bem diferente do que acontecia nesta mesma época em anos anteriores.

Valdir Destefani é um exemplo disto. Ele já colheu 70% da lavoura, mas ainda não negociou nenhuma saca. “Cerca de 50% da produção eu pretendo vender e liquidar as dívidas de financiamentos. A outra parte vou esperar um bom preço e ir vendendo parcelado para poder fazer uma média de preços”, diz.

Mesmo com uma safra menor de café, o volume das exportações aumentou 22% este ano, na comparação com o mesmo período do ano passado.

O analista de mercado Eduardo Carvalhaes explica o que motiva este crescimento e quem está comprando mais. Assista à entrevista no vídeo com a reportagem completa.

Veja notícias

11
MAR

Brasil vendeu mais soja essa semana

27
FEV

Produção de soja gera renda e melhoria no solo para renovação de canaviais

20
FEV

Milho e soja tem alta na primeira quinzena de fevereiro

19
FEV

Milho: Bolsa brasileira abre a semana com preços em alta