Você está em: Home, Noticias

Notícias

30
JUN
Produtividade e preço do café arábica agradam os produtores de MG

Globo Rural

A colheita do café arábica está a todo vapor no cerrado mineiro e mesmo com a estiagem do começo do ano, a produtividade está agradando.

A colheita dos 160 hectares de café que o agricultor Osmar Pereira Nunes Junior cultiva em Patrocínio, no Alto Paranaíba, região do cerrado mineiro, está quase na metade. Embora tenha começado o trabalho há cerca de um mês, ele teve que entrar com a colheitadeira mais de uma vez nos mesmos talhões porque os frutos não estavam bem maduros.

Esse tipo de manejo é comum na região e apesar de aumentar um pouco o custo, compensa, principalmente porque se ganha em qualidade e produtividade, e com o valor do grão em alta, certamente é um bom negócio.

Minas Gerais é o maior produtor de café arábica do país.A colheita do café na região do cerrado, de acordo com a Associação dos Cafeicultores, chegou a quase metade da área em produção e o resultado está além do que os produtores esperavam.

De acordo com o agrônomo Luis Antônio Silva, o segredo é o investimento feito nas lavouras. "Apesar de ser um ano de safra alta, os produtores não deixaram de fazer os tratos culturais, como adubação e controle de pragas e doenças. Nem o veranico que teve em janeiro e fevereiro, atrapalhou a produtividade”, diz.

Um bom exemplo pode ser visto na lavoura do agricultor Douglas Tizzo, também de Patrocínio. “Estamos chegando quase na metade da colheita com uma produtividade muito boa, em torno de 40/45 sacos por hectare. Fizemos investimentos, fizemos bastante adubação, tivemos estiagem, mas graças a Deus estamos conseguindo uma boa produtividade”.

Veja notícias

05
FEV

Ministra afirma que café será prioridade na agenda do Governo

15
JAN

Qualidade dos cafés brasileiros melhorou, diz pesquisa

07
JAN

Soja: cuidados na fase de florescimento podem incrementar colheita em 30%

26
NOV

Safras eleva previsão de produção de soja 18/19 do Brasil a recorde de 122,2 mi t