Você está em: Home, Noticias

Notícias

15
NOV
Café: Fonteles informa que dívidas serão prorrogadas por 120 dias

Notícias Agrícolas

Executivo do Ministério da Agricultura Gerardo Fonteles informou às lideranças de cafeicultores em Brasília na tarde desta quinta-feira (14) que o governo irá prorrogar as dívidas dos produtores por 120 dias. É o que informou Arnaldo Bottrel, presidente da Assul (Associação dos Sindicatos dos Produtores Rurais do Sul de Minas) em exclusividade para o Notícias Agrícolas.

Bottrel afirma que o anúncio será feito no diário oficial de segunda-feira. Além da prorrogação, o governo deverá anunciar a suspensão das execuções das dívidas.

Lideranças do setor chegaram a Brasília na manhã de hoje para negociar suas reivindicações. “Conseguimos reabrir a conversa entre produtores e governo, cabe a nós, agora, nos organizarmos e fazer cobranças alinhadas, reivindicações únicas”, afirmou Bottrel.

Ele disse ainda que não haverá movimentações antes do anúncio oficial. “Nós iremos esperar o anúncio oficial na segunda-feira, depois iremos tentar conversar com o governo para explicar nossas reivindicações e qual é o resultado que esperamos das novas medidas”.

Com a crise da cafeicultura, mais de 9 milhões de emprego que são gerados pelo setor estão em jogo.

Segundo o Representante dos Cafeicultores do Sul e Sudoeste de Minas Gerais, Emídio Madeira, essa prorrogação só será útil se os 120 dias servirem para suspender o pagamento das dívidas até que o governo solte outras medidas de apoio ao setor, caso contrário, daqui a 6 meses os produtores ainda não conseguirão pagar os débitos, uma vez que eles não têm renda e a situação se tornará um caos.

Os cafeicultores de MG já foram 9 vezes a Brasília e prometem voltar na próxima semana se for preciso até que o diálogo com o governo se esgote. Nesse momento, os produtores, principalmente das regiões montanhosas, não têm mais como sobreviver da cafeicultura e a situação, a cada dia, está mais difícil.

Paralisação do setor

O presidente da Câmara do Café das Matas de Minas, Admar Soares, informou à redação do Notícias Agrícolas que a prorrogação das dívidas em 120 dias só irá aliviar a situação dos cafeicuturores. Se não forem anunciadas medidas efetivas durante o período, as lideranças farão uma grande paralisação. "Os cafeicultores não podem ficar esperando a decisão de políticas... Se não tiverem medidas concretas, faremos uma grande concentração nacional". 

Veja notícias

11
MAR

Brasil vendeu mais soja essa semana

27
FEV

Produção de soja gera renda e melhoria no solo para renovação de canaviais

20
FEV

Milho e soja tem alta na primeira quinzena de fevereiro

19
FEV

Milho: Bolsa brasileira abre a semana com preços em alta