Você está em: Home, Noticias

Notícias

27
MAR
Navios fazem fila para embarque de soja

Dulcinéia Novaes
Jornal da Globo

O porto de Paranaguá, no litoral do Paraná, não tem filas de caminhão para embarcar soja. Em compensação, tem filas de navios de até 40 dias, um prazo inadmissível nos principais portos mundo afora.

Navios ficam ao largo no litoral do Paraná. Na fila de espera, há 74 graneleiros. Este ano, o longo período de chuvas atrapalhou bastante o embarque de grãos no porto de Paranaguá. Ao todo, foram 27 dias.

Choveu, o embarque pára. Mesmo assim, quase um milhão de toneladas de soja já foram exportadas nos dois primeiros meses deste ano. O tempo médio de espera dos navios ao largo em Paranaguá tem sido de 40 dias. Um deles, que chegou no dia 8 de fevereiro, só atracou nesta segunda-feira (25) e vai levar 60 mil toneladas de soja para a China.

Oitenta por cento da safra de soja chega ao porto pelas rodovias em caminhões com capacidade para 40 mil toneladas e até mais. O movimento é intenso nesta época do ano. Mesmo assim, não se formaram filas.

O porto de Paranaguá adotou um sistema de senhas pela internet. O agendamento online acabou com as filas às margens das rodovias. As senhas são liberadas de acordo com a capacidade de armazenamento dos silos do porto.
?
“Isso só foi possível graças ao envolvimento de todos os setores: o produtor, os transportadores e a administração do porto de Paranaguá, que teve essa consciência”, afirma Paulinho Dalmaz, diretor técnico do porto.
?
Para os caminhoneiros, o sistema de senhas pela internet facilita a vida deles. Em outros tempos, o motorista Valdomiro Brisa chegou a dormir três dias na beira da estrada.

Veja notícias

20
FEV

Milho e soja tem alta na primeira quinzena de fevereiro

19
FEV

Milho: Bolsa brasileira abre a semana com preços em alta

05
FEV

Ministra afirma que café será prioridade na agenda do Governo

15
JAN

Qualidade dos cafés brasileiros melhorou, diz pesquisa