Você está em: Home, Noticias

Notícias

27
NOV
Agronegócio contribui para mudar eixo do PIB brasileiro

Sou Agro

As regiões Norte, Nordeste e Centro-Oeste aumentaram participação no Produto Interno Bruto (PIB, que é a soma de todos os bens e serviços do País) entre 2002 e 2010. É o que aponta a pesquisa “Contas Regionais do Brasil 2010”, divulgada na sexta-feira (23), pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). No mesmo período, as regiões Sul e Sudeste regrediram em participação no PIB, recuando 0,4% e 1,3%, respectivamente.

Em 2010, apenas cinco Estados concentravam 65,7% do PIB: São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais, Rio Grande do Sul e Paraná. No entanto, são Estados localizados em regiões que tiveram queda de participação no PIB, diferentemente dos outros 22 – que representavam 34,3% da economia do País no período -, e que apresentaram avanço.

Em comum para as regiões que registraram crescimento, a forte presença do agro, conforme destaca Frederico Cunha, gerente das contas regionais do Brasil do IBGE: “o grupo dos 22 Estados ganhou participação no PIB, mudando um pouco o mapa de concentração da economia do País, lembrando ainda que neste grupo estão os principais Estados ligados ao avanço da fronteira agrícola”.

Em termos percentuais de participação no PIB, Centro-Oeste e Nordeste cresceram (0,5%), e o Norte (0,6%). Com o resultado, o Centro-Oeste passou a ter 9,3% de participação no PIB, o Nordeste (13,5%), e o Norte (5,3%). Vale ressaltar, ainda, que excetuando-se o Rio de Janeiro, os outros quatro Estados que lideram em participação no PIB também têm forte atividade agroindustrial.

Divulgado recentemente pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), o levantamento com as estimativas do Valor Bruto da Produção (VBP) mostram que a tendência apresentada no estudo do IBGE continua se fortalecendo.

De acordo com o Mapa, as regiões Centro-Oeste, Nordeste e Norte foram as que registraram o maior incremento percentual no VBP em relação ao verificado em 2011. Para 2012, Centro-Oeste, Nordeste e Norte devem registrar crescimento no indicador de 30%, 14,4% e 9,6%, respectivamente.

Veja notícias

11
MAR

Brasil vendeu mais soja essa semana

27
FEV

Produção de soja gera renda e melhoria no solo para renovação de canaviais

20
FEV

Milho e soja tem alta na primeira quinzena de fevereiro

19
FEV

Milho: Bolsa brasileira abre a semana com preços em alta