Você está em: Home, Noticias

Notícias

02
OUT
Estiagem faz aumentar o custo de produção do leite em Minas Gerais

Globo Rural

O tempo seco do inverno fez com que as pastagens em Lima Duarte, na Zona da Mata Mineira, ficassem prejudicadas.

O reflexo foi sentido na captação do leite. Na propriedade de Guilherme Pereira são 180 vacas em lactação e a produção diária caiu de 4.500 litros para 4.200, quase 7% a menos em relação a maio deste ano.

Para piorar, o custo de produção subiu muito. O quilo da ração, por exemplo, custava cerca de R$ 0,65 no começo do ano e passou para R$ 0,90.

Para manter a produtividade e economizar um pouco, Guilherme substituiu metade do milho pelo sorgo, que é mais em conta.

Perto dali, na fazenda Vargem Grande, a produção diária das 69 vacas em lactação é de mil litros, média que não foi afetada pela seca dos últimos meses. O motivo está no planejamento que foi feito para o período. Eles tiveram que fazer silagens de cana de açúcar e milho e com a irrigação artificial, o administrador Marcelo Alves conseguiu manter o capim verdinho para o gado.

Além do pastejo rotacionado, para o próximo ano, os produtores de Lima Duarte vão buscar uma outra alternativa para não prejudicar a produção de leite: o plantio do capim mombaça, que é mais resistente à falta de chuva.

Antônio Esteves, presidente da Associação dos Produtores de Leite do distrito de Torreões, fala sobre o preço do leite e as condições da pastagem.

Veja notícias

20
FEV

Milho e soja tem alta na primeira quinzena de fevereiro

19
FEV

Milho: Bolsa brasileira abre a semana com preços em alta

05
FEV

Ministra afirma que café será prioridade na agenda do Governo

15
JAN

Qualidade dos cafés brasileiros melhorou, diz pesquisa