Você está em: Home, Noticias

Notícias

16
AGO
Soja e derivados respondem por 35% das exportações em julho

O complexo soja foi responsável por 35% das exportações do agronegócio no mês de julho, com vendas de US$ 3,345 bilhões, valor 23,5% superior ao registrado no mesmo mês do ano passado. Segundo o Ministério da Agricultura, os embarques de soja em grão cresceram 10,5% e somaram 4,13 milhões de toneladas. Graças ao aumento de 10,6% no preço médio, a receita das exportações de soja cresceu 22% em relação a julho do ano passado e atingiu US$ 2,25 bilhões.

Os dados do Ministério da Agricultura mostram que no mês passado as vendas externas de farelo de soja também tiveram forte expansão, com crescimento de 52,2% na receita, 30,5% no volume embarcado e 16,6% no preço médio. Já o óleo de soja teve queda no valor exportado de 21,5%, redução de 16,7% nos embarques e retração no preço médio de 5,8%.

O setor sucroalcooleiro foi o segundo em destaque nas exportações do agronegócio, apesar da queda de 17,7% na receita em relação a julho do ano passado, para US$ 1,61 bilhão. Os técnicos do Ministério da Agricultura explicam que o desempenho se deve ao recuo de 26,95% nas vendas externas de açúcar, que somaram US$ 1,31 bilhão no mês passado. O volume exportado de açúcar caiu 26,9% e o preço médio 10,1% em relação a julho de 2011. Já a receita das exportações de etanol cresceu 78,6% e atingiu US$ 305 milhões. O volume embarcado cresceu 66,9% e o preço médio subiu 7% em relação a julho do ano passado.

As exportações do complexo carnes, terceiro segmento mais importante, recuaram 2% em relação a julho de 2011 e ficaram em US$ 1,21 bilhão. Os dados oficiais mostram que a carne de frango mantém a liderança, apesar da queda de 14,8% na receita, que ficou em US$ 523 milhões no mês passado. O volume exportado cresceu 0,2%, mas o preço médio caiu 14,9% em relação a julho do ano passado.

O levantamento do governo aponta bom desempenho das exportações de carne bovina em julho, com crescimento de 18,4% em relação ao mesmo mês de 2011, para US$ 484 milhões. O volume exportado cresceu 30,2% e atingiu 109 mil toneladas, o que compensou a queda de 9,1% no preço médio. Já a carne suína registrou aumento de 21,5% no volume exportado e queda de 5,4% nos preços médio de exportação, com receita de US$ 108 milhões.

Os embarques de produtos florestais, quarto maior setor em vendas externas do agronegócio, cresceram 0,7% para US$ 768 milhões em julho. O café, que tradicionalmente figura entre os cinco principais setores em exportação do agronegócio, apresentou recuo nas vendas externas de 20,5%, para US$ 437 milhões.

As exportações dos cereais ultrapassaram as de café em valor de vendas, obtendo a quinta posição no ranking, com receita de US$ 493 milhões, valor 207,1% acima do verificado em julho do ano passado. O bom desempenho das exportações dos cereais se deve ao crescimento dos embarques de milho, que ficaram mais de seis vezes acima dos realizados em julho de 2011.

Fonte: Agência Estado 

Veja notícias

11
MAR

Brasil vendeu mais soja essa semana

27
FEV

Produção de soja gera renda e melhoria no solo para renovação de canaviais

20
FEV

Milho e soja tem alta na primeira quinzena de fevereiro

19
FEV

Milho: Bolsa brasileira abre a semana com preços em alta