Você está em: Home, Noticias

Notícias

05
JUL
Funcafé edita normas para contratação de instituições financeiras

O Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa) pretende contratar instituições financeiras para custear despesas com certificação de propriedades de café e financiar contratos de opções e operações em mercados futuros, em vendas referenciadas em café. Os recursos do Fundo de Defesa da Economia Cafeeira (Funcafé) para os dois financiamentos totalizam R$ 100 milhões. As propostas deverão ser encaminhadas até o dia 13 de julho. O aviso em que torna público as contratações das instituições financeiras, integrantes do Sistema Nacional de Crédito Rural (SNCR), foi divulgado no Diário Oficial da União.

O Brasil tem hoje o maior número de propriedades certificadas do mundo.

— O nosso objetivo é colocar todos os produtores em condições de enfrentar um mercado cada vez mais exigente com a qualidade do produto e se na origem são respeitadas as condições econômicas, ambientais, sociais e trabalhistas — afirma Edilson Alcântara, diretor do Departamento de Café.

A busca da certificação é um poderoso instrumento de inclusão de mercado, de melhoria da gestão e de sustentabilidade da produção.

— Com certeza, o Brasil já é um exemplo e será no futuro o grande manancial de produção de cafés sustentáveis — acrescenta.

Alcântara explica ainda que todos os produtores de café podem buscar a certificação. A Embrapa instruirá as empresas de extensão rural sobre os requisitos mínimos da certificação e com isso os extensionistas, que estão mais próximo do produtor, poderão elaborar projetos para que sejam apresentados aos bancos.

Fonte: Mapa

Veja notícias

20
FEV

Milho e soja tem alta na primeira quinzena de fevereiro

19
FEV

Milho: Bolsa brasileira abre a semana com preços em alta

05
FEV

Ministra afirma que café será prioridade na agenda do Governo

15
JAN

Qualidade dos cafés brasileiros melhorou, diz pesquisa