Você está em: Home, Noticias

Notícias

08
JUN
Com atenção ao clima americano, milho estende ganhos no pregão desta 5ª feira na Bolsa de Chicago

Notícias Agrícolas 

Mais uma vez, os futuros do milho negociados na Bolsa de Chicago (CBOT) ampliaram os ganhos. As principais posições da commodity voltaram a subir com mais força ao longo do pregão desta quinta-feira (8) e, por volta das 11h53 (horário de Brasília), exibiam ganhos entre 3,50 e 5,00 pontos. O julho/17 trabalhava a US$ 3,89 por bushel e o setembro/17 a US$ 3,97 por bushel. O dezembro/17 já se aproxima dos US$ 4,10 por bushel e opera a US$ 4,07 por bushel.

As cotações continuam sendo sustentadas pelas especulações sobre o clima no Meio-Oeste americano. O cenário fez com que os fundos de investimentos voltassem à ponta compradora. "Os participantes do mercado também procuram adicionar contratos às suas carteiras frente ao novo relatório de oferta e demanda do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos), que será divulgado amanhã", destacou a Granoeste Corretora de Cereais.

No caso do clima nos EUA, as previsões climáticas ainda apontam temperaturas mais altas no Corn Belt nos próximos 10 a 14 dias. Porém, também há indicações de algumas chuvas, o que, segundo os especialistas, será importante para evitar estresse nas culturas recém-cultivadas.

Até o início da semana, cerca de 68% das lavouras de milho nos EUA apresentam boas ou excelentes condições, conforme último levantamento de acompanhamento de safras do USDA. Na semana anterior, o número era de 65%.

As vendas semanais de milho ficaram em 476,6 mil toneladas de milho na semana encerrada no dia 1 de junho. Do total, 348,6 mil toneladas são da safra 2016/17 e o restante, de 128 mil toneladas, da temporada 2017/18. O volume indicado pelo USDA ficou levemente abaixo do esperado pelos investidores, de 500 a 700 mil toneladas do cereal.

BM&F Bovespa

As cotações operam em campo positivo na sessão desta quinta-feira na BM&F Bovespa. Às 11h59 (horário de Brasília), as principais posições da commodity exibiam altas entre 0,66% e 1,69%. O setembro/17 era cotado a R$ 27,57 a saca e o novembro/17 a R$ 28,65 a saca.

Além da valorização em Chicago, as cotações também encontram suporte na alta do dólar. A moeda norte-americana era cotada a R$ 3,2855 na venda, com alta de 0,41%, perto das 12h09. Conforme dados da Reuters, os investidores acompanham o terceiro dia do julgamento da chapa Dilma-Temer.

Veja notícias

11
MAR

Brasil vendeu mais soja essa semana

27
FEV

Produção de soja gera renda e melhoria no solo para renovação de canaviais

20
FEV

Milho e soja tem alta na primeira quinzena de fevereiro

19
FEV

Milho: Bolsa brasileira abre a semana com preços em alta