Você está em: Home, Noticias

Notícias

10
MAR
Soja ainda reflete dados do USDA e opera em campo negativo na manhã desta 6ª feira em Chicago

Notícias Agrícolas

As cotações futuras da soja negociadas na Bolsa de Chicago (CBOT) iniciaram a sessão desta sexta-feira (10) em campo negativo. Às 8h51 (horário de Brasília), as principais posições da oleaginosa testavam quedas de 5 pontos. Novamente, o março/17 perdeu a referência dos US$ 10,00 por bushel e era cotado a US$ 9,95 por bushel. Já o maio/17 trabalhava a US$ 10,06 por bushel.

De acordo com dados das agências internacionais, o mercado ainda sente os reflexos dos números reportados no relatório de oferta e demanda do USDA (Departamento de Agricultura dos Estados Unidos). O boletim foi divulgado nesta quinta-feira.

"O USDA fixando a safra do Brasil em 108 milhões de toneladas estabelece um tom de longo prazo de baixa quando o adicional está indo direto para o corredor de exportação", disse Joe Lardy na CHS Hedging.

Além disso, o departamento aumentou a participação do Brasil nas exportações à medida que reduziu as projeções para os embarques de soja dos EUA. "A maioria das pessoas supôs que o departamento iria aumentar as exportações norte-americanas e, portanto, veríamos uma redução nos estoques finais, mas isso foi na direção oposta", reportou Lardy ao site internacional Agrimoney.com.

Veja notícias

20
FEV

Milho e soja tem alta na primeira quinzena de fevereiro

19
FEV

Milho: Bolsa brasileira abre a semana com preços em alta

05
FEV

Ministra afirma que café será prioridade na agenda do Governo

15
JAN

Qualidade dos cafés brasileiros melhorou, diz pesquisa