Você está em: Home, Noticias

Notícias

06
JAN
Café: Bolsa de Nova York trabalha sem direcionamento nesta manhã de 6ª feira após cinco altas seguidas

Notícias Agrícolas 

As cotações futuras do café arábica na Bolsa de Nova York (ICE Futures US) trabalham sem direcionamento definido nesta manhã de sexta-feira (6) após fecharem em alta pela quinta sessão consecutiva na véspera. O mercado avança tecnicamente com a volta do fundos de investimento. Do lado baixista, pesa sobre os preços a atenção dos operadores com as informações sobre o desenvolvimento da próxima safra do Brasil e outras origens produtoras.

Por volta das 09h39, horário de Brasília, o contrato março/17 estava estável, cotado a 143,75 cents/lb, o maio/17 caía 10 pontos e operava a 145,95 cents/lb. Já o vencimento julho/17 anotava 148,20 cents/lb com 10 pontos de desvalorização, enquanto o setembro/17, mais distante, tinha queda de 10 pontos, e estava cotado a 150,25 cents/lb.

"O mercado está dando sequência à recuperação dos últimos dias com a retomada do interesse dos fundos de investimento pelo mercado. Além disso, as cotações também testaram recentemente importantes e isso pode ter ocasionado uma reversão de tendência", explicou ontem (5) o especialista em café da INTL FCStone Brasil, Thiago Ferreira.

No mercado físico, poucos negócios são realizados ainda que o patamar de R$ 500,00 tenha sido retomado puxado pelas recentes valorizações no terminal externo. Por volta das 09h48, o tipo 6 duro era negociado a R$ 500,00 a saca de 60 kg em Espírito Santo do Pinhal (SP) – estável, em Guaxupé (MG) os preços também seguiam estáveis a R$ 491,00 a saca e em Poços de Caldas (MG) estavam a R$ 478,00.

Veja notícias

20
FEV

Milho e soja tem alta na primeira quinzena de fevereiro

19
FEV

Milho: Bolsa brasileira abre a semana com preços em alta

05
FEV

Ministra afirma que café será prioridade na agenda do Governo

15
JAN

Qualidade dos cafés brasileiros melhorou, diz pesquisa