Você está em: Home, Noticias

Notícias

14
JUN
Maior parte das áreas dw café do Brasil escapa de geadas, diz Somar

Reuters

O impacto de uma forte frente fria no final de semana no Brasil passou ao largo dos cinturões de café e cana-de-açúcar do país, com geadas atingindo as regiões produtoras apenas pontualmente, e as projeções apontam para um lento aumento das temperaturas ao longo da semana, afirmou nesta segunda-feira o metereologista da Somar Meteorologia Celso Oliveira.

Alguns casos isolados de geadas podem ter danificado cafezais perto de Poços de Caldas e São Sebastião de Paraíso, em regiões ao sul de Minas Gerais e ao longo da fronteira entre Paraná e São Paulo.

A região de Poços de Caldas, em Minas Gerais, registrou uma mínima de 1,7 graus Celsius negativos no início da segunda-feira, mas outras regiões do cinturão cafeeiro no sul e Minas e no Paraná tiveram temperaturas acima de um grau, disse a Somar.

As temperaturas ao longo de áreas de café, cana e milho ao sul do país deverão subir aos poucos ao longo da semana, com expectativa de que não ocorram chuvas que possam interromper colheitas na região de café.

A Somar ressaltou, no entanto, que duas áreas de cana no Mato Grosso do Sul podem ter sofrido danos devido às baixas temperaturas no final de semana.

A cana é mais vulnerável a danos pelas baixas temperaturas que outras culturas, e as temperatras na região caíram a 0,5 graus Celsius, segundo a consultoria.

Áreas de milho no Paraná sofreram com temperaturas congelantes desde a semana passada, mas apenas uma parte da safra está vulnerável ao frio, disse a Somar.

Eventuais danos provocados pelas geadas não são visíveis imediatamente, demandando mais tempo para uma avaliação precisa.

Veja notícias

11
MAR

Brasil vendeu mais soja essa semana

27
FEV

Produção de soja gera renda e melhoria no solo para renovação de canaviais

20
FEV

Milho e soja tem alta na primeira quinzena de fevereiro

19
FEV

Milho: Bolsa brasileira abre a semana com preços em alta