Você está em: Home, Noticias

Notícias

25
JAN
Colheita do café arábica pode ser antecipada no Cerrado mineiro

Paulo Barbosa
Globo Rural

A colheita do café arábica no Cerrado mineiro poderá ser antecipada neste ano, resultado do clima, já que a chuva está ajudando além do esperado e garantindo lavouras mais produtivas.
Até agora o mês de janeiro em Minas Gerais tem sido de tempo fechado e chuva abundante. Para quem cultiva café, como o agricultor Marcelo Queirós, não poderia ser melhor. Ele tem 100 hectares em produção em Patrocínio, no Cerrado Mineiro, a chuva está ajudando e muito, no desenvolvimento da lavoura.

"A gente está trabalhando com uma perspectiva de 45 a 50 sacas nessas áreas, mas ainda temos muita coisa pela frente. Esperamos aí que se tudo der certo nós teremos neste ano uma produção melhor do que a de 2015", conta o agricultor Marcelo Queirós.

Tradicionalmente em Minas Gerais a colheita do café começa em junho, mas para esta safra, por conta das chuvas de setembro e agora em janeiro, a previsão é de seja antecipada em um mês. No início de maio os grãos já devem estar no ponto de colheita.

"70 a 80% da capacidade de floração das plantas está proporcionando um maior enchimento dos grãos e deve dar uma maturação mais uniforme que irá proporcionar o ponto de colheita no início de maio", diz o agrônomo Ramiro Guimarães.

O agricultor Kássio Fonseca, cultiva 66 hectares de café e também está otimista com a safra deste ano, mas lembra que, para conseguir uma boa colheita, é preciso uma estiada no clima para fazer os tratos culturais.

"Nós ainda temos muita água para rolar, muita coisa pra fazer até chegar o momento da colheita. Nós precisamos também de momento de sol pra poder estar pulverizando, entrar com adubações, para garantir essa boa safra que nós estamos esperando para este ano", explica o agricultor Kássio Humberto Fonseca.

Veja notícias

11
MAR

Brasil vendeu mais soja essa semana

27
FEV

Produção de soja gera renda e melhoria no solo para renovação de canaviais

20
FEV

Milho e soja tem alta na primeira quinzena de fevereiro

19
FEV

Milho: Bolsa brasileira abre a semana com preços em alta